Óscares

Os Óscares, também conhecidos como “The Academy Awards”, são atribuídos anualmente pela Academy of Motion Picture Arts and Sciences, na mais antiga e prestigiada cerimónia anual de premiação da indústria cinematográfica internacional.

A Academia Portuguesa de Cinema é, desde a sua fundação, responsável por selecionar anualmente o candidato de Portugal à categoria de Melhor Filme Internacional / Best International Feature.

Todos os anos, são convidados diversos profissionais da área para compor o comité de pré-selecção, responsável por visionar todas as longas-metragens nacionais elegíveis, considerar as características específicas de cada uma no sentido de averiguar o seu potencial como candidatos e escolher os nomeados.

As longas-metragens nomeadas pelo comité são então submetidas à votação aberta de todos os membros ativos da Academia Portuguesa de Cinema. Do resultado da votação é finalmente apurado o candidato de Portugal à categoria de Melhor Filme Internacional / Best International Feature nos Óscares.

Óscares 2023 Comité de Pré-selecção

A primeira entrega destes prémios aconteceu a 16 de maio de 1929, no Roosevelt Hotel em Hollywood, tendo desde então servido de inspiração para outros prémios como os Grammy Awards, Emmy Awards, Tony Awards, bem como para a criação de cerimónias de premiação cinematográfica nacionais, em academias de todo o mundo. 

Em Portugal, têm sido submetidas candidaturas à categoria de Melhor Filme Internacional desde 1980 e, em 2012, as submissões passaram a estar sob a responsabilidade da Academia Portuguesa de Cinema.

Histórico de candidaturas submetidas sob a responsabilidade da Academia Portuguesa de Cinema.

2021 – A Metamorfose dos Pássaros (real. Catarina Vasconcelos / prod. Primeira Idade)

2020 – Vitalina Varela (real. Pedro Costa / prod. OPTEC)

2019 – A Herdade (real. Tiago Guedes / prod. Leopardo Filmes)

2018 – Peregrinação (real. João Botelho / prod. Ar de Filmes)

2017 – São Jorge (real. Marco Martins / prod. Filmes do Tejo)

2016 – Cartas da Guerra (real. Ivo M. Ferreira / prod. O Som e a Fúria)

2015 – As Mil e Uma Noites (real. Miguel Gomes / prod. O Som e a Fúria)

2014 – E Agora? Lembra-me (real. Joaquim Pinto / prod. C.R.I.M.)

2013 – Linhas de Wellington (real. Valeria Sarmiento / prod. Alfama Films)

2012 – Sangue do Meu Sangue (real. João Canijo / prod. Midas Filmes)

Saiba mais sobre os Óscares aqui.